“Fobiosofia” criada na escola…

FRATO-Sin-odiar-lo-que-estudiamosCar@s, 

Achei interessante o texto que José Maria publicou no nosso face. Ele coloca em questão a aversão ao saber na escola…a “fobiosofia”…

http://iberoamericasocial.com/fobiosofia-creada-en-la-escuela-establecida-en-la-sociedad-y-sufrida-en-la-humanidad/

Boa leitura e aguardamos seus comentários,

Abs.

Esse post foi publicado em Pedagogia da virtualidade. Bookmark o link permanente.

6 respostas para “Fobiosofia” criada na escola…

  1. Muito interessante a publicação de José Maria sobre a “Fobiosofia”, ele consegue adentrar nos principais problemas e soluções da educação mundial. Pelas minhas pesquisas nos referenciais freirianos percebi claramente a importância desse debate. Trata-se de algo que deve ser debatido amplamente nos processos educativos mundiais. Não dá mais para nós professores trabalharmos uma educação “necrófila” necessitamos lutar por uma educação “biófila” sem fobias e que esteja ligada à vida dos educandos, educadores e comunidades.

    • Margarita disse:

      Gostei do texto de José María e do comentário de Edgar. Considero que nem a escola nem o professor são os donos do saber nem do conhecimento. Hoje e sempre houve outros territórios de aprendizagem, embora não fossem reconhecidos e até excluídos das possibilidades das pessoas. Parece-me que o sistema educacional da sociedade capitalista tem criado instituições para excluir e não para incluir. Ou seja, exclui para logo incluir, e nesse jogo a Fobiosofía encontra sentido. Essa dinâmica é questionada pela educação em rede. A partir da pedagogia da virtualidade considero que há momentos de desaprender e aprender coisas novas, de repensar a escola, a mídia, o professor e a vida em sociedade. Acredito que será um tema de debate no nosso próximo círculo de cultura rizomático. Continuemos pensando e fazendo…Já temos pistas para procurar: Paulo Freire, Deleuze, a pedagogia rizomática.

  2. Vera disse:

    Vera Helena Sanchis Alberich • hace 3 días
    boa noite. eu fui atraída pelo nome do artigo: Fobiosofía. Me remeteu à filosofia, área em que atuo como professora há 6 meses, em uma escola Estadual de São Paulo. Bem, tenho ouvido muito falar em aprendizagem, em nomes de peso se repetindo neste tema, mas há material didático mais interativo, com exemplos mais próximos da realidade dos alunos. Sim, sabemos que cada ser humano tem uma impressão digital, que cada um de nós tem uma vivência e experiência de vida que nos distingue também na forma de assimilação dos fatos e conhecimentos.Acredito que é neste material real que os pensadores e educadores deveriam focar suas forças. Nós meros professores de Ensino Médio, com salários bastante apertados, com pouco acesso a aquisição de bons computadores, bons programas, e bons livros, e com uma carga horária puxada pela própria necessidade de sobrevivência, ficamos de mãos atadas com um material depositário e apostilas civis mais depositárias ainda, concorrendo par um exame final o Vestibular. Tenho me perguntado será que precisamos mesmo de educação, será que não está tudo tão errado, porque seguimos formatos e seguimos medindo nossos jovens por uma medida que não lhes cabe mais, como a redação? Será que estamos mudando o paradigma humano, nosso sentidos, nossas experiências, nossos valores? paulo Freire conseguiu fazer seu material didático a partir da realidade dos alunos e do local, mas foi uma experiência, que se mostra difícil de ser repetida em série, nem que consideremos a medida por aproximação. Deleuze e também Nietzsche questionaram o papel da Educação. a questào mais urgente que me surge é : por onde caminha a humanidade/

  3. Marvi disse:

    Vera, o seu comentário me lembra que os formatos, as medidas e as verificações eram preocupações do milênio anterior, que no novo espaço topográfico, o da cibercultura na sociedade e na escola, a nossa preocupação não é com medidas mas com relações. Obrigada pela dica de Nietzsche, mais uma orientação..Abçs

    • marvi2012 disse:

      Podemos pensar que a fobiosofia se relaciona com a misologia ou misosofia (do grego: misein + sophos + ia ) que é a aversão ao saber, ao raciocínio…?

  4. Jose María disse:

    Boa tarde, sou Jose María, o autor do texto. Espero não atrapalhar discutindo com vocês. Encontrei de casualidade que vocês tinham compartilhado o texto.

    Adorei o comentário do Edgar sobre a educação “necrófila” e de Margarita sobre a exclusão que este sistema capitalista produz através da educação. A “fobiosofía” da que falo vai nesse caminho. Acredito que são ferramentas instaladas para justamente essas duas saidas, primeiramente a exclusão de grande parte da população nas discussões (sobretudo políticas) que podem mudar este mundo cheio de injustiças e dor, e por outro lado, a “necrofilia” que entenderia neste caso como o gosto sádico dos poderes capitalistas e estatais em ver como castram às potencialidades humanas que cada pessoa tem.

    Acredito totalmente de que toda pessoa é potencialmente um gênio, seja na área que seja, mas para chegar a ser esse gênio precisa de uma educação que apoie o seu desenvolvimento através de lhe mostrar as possibilidades que existem no mundo, oferecer para eles espaços e tempos para encontrar suas paixões na vida e, como não, fortalecer as capacidades humanas de expressão, criação de ideias, discussão e decisão, tanto individuais quanto coletivas. Mas são justamente as qualidades que falei, as que o sistema educativo não oferece hoje dia.

    Desculpem a paragrafada. Tomara podamos seguir discutindo.

    Abraços a todos.

    P.S: Desculpem meu português, mas ainda que esteja morando no Brasil, sou oriundo da Espanha.

    P.S.2: Vera Helena! Respondi-lhe também no comentário que você deixou em Iberoamérica Social. Aguardo sua resposta lá. E convido vocês também discutir lá!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s