Folia de Reis 2014: com-unidade do tradicional ao virtual

Folia de Reis 2014: com-unidade do tradicional ao virtual

“Todos os anos, de 25 de dezembro a [6] de janeiro, um grupo e cantadores e instrumentistas percorrem sítios, fazendas e casas entoando versos relativos à visita dos Reis Magos ao Menino Jesus. São guiados pela bandeira de santos Reis, imagem sagrada através da qual abençoam os devotos, suas moradias, negócios e animais e, sempre, cantando no ritmo de ladainhas, pedem ofertas convidando a todos para a Festa de reis. A este ritual dão o nome de giro.” (Queiroz, 2012, p.15) Link

Folia de Reis2014_Em janeiro de 2013, a festa de reis foi realizada na casa de dona Maria, família devota que acolheu as pessoas que celebram a chegada do Menino Jesus. Neste ano de 2014 o patrono da festa foi Ari mas a festa foi realizada na casa do Anésio.

No dia 6 a Companhia, formada pelos mestres, contramestres, cantadores, instrumentistas, alferes e tocadores, guiam a Folia. Saiu da casa de Luiz para chegar à casa de Anésio passando pelos três portais. Em cada um deles foram entoadas as orações, cantos e os mascarados dançaram. É quase fato que nesse dia de festa a chuva chega, mas, neste ano de 2014, esta se fez esperar e não refrescou os foliões.Folia de Reis 2014

A festeira Andreia diz que: “embora muitos anos se passaram desde o inicio desta festividade, sinto uma emoção muito grande ao ver eles cantar. É uma tradição vivenciada desde criança e ainda mais são os meus irmãos que cantam, e neste ano a festa é na casa de um irmão.”…”Sou nascida aqui e desde criança participo e “toda vida” ajudo na festa….as mulheres sempre tivemos vontade de sair mascaradas …só uma vez uma moça depois da festa vestiu a roupa, mas na realidade qualquer moça poderia vestir e sair mascarada. Para fazer parte da companhia de mestres e contramestres, cantadores a mulher deve saber os versos todos e têm que acompanhar a preparação da festa a partir do dia 25 até hoje. Devem cantar, andando pelos bairros convidando os vizinhos… Algumas pessoas fazem promessas, eu já tive um milagre concedido e tenho que pagar uma promessa …eu prometi uma roupa para a mascarada mas ainda não dei, mas se Deus quiser vou dar…”

Angela gostou da festa porque é uma tradição que no dia 6 de janeiro se atualiza no Bairro da Pedra e do Matutu de maneira bem sossegada, “eu sou católica e a folia de reis é festa santa…”

Ari diz que a festa do Santo Rei é muito importante porque: “somos devotos e a folia sai cantando pedindo as prendas e junta o que cada um pode dar para celebrar. Desde que nasci, em dia de rei, eu sou devoto , toda vida  junto na festa e até que eu viver vou fazer a festa. O Santo Rei faz milagre, é milagroso. Já tenho exemplos: teve uma pessoa que mexe com gado e tira leite, vendeu seus piores bezerros  e disse que o Santo Rei fez limpeza no seu curral e, no dia seguinte, encontrou uma das suas melhores vacas de ordenhe morta na porta do curral.”

Carlos que é de São Paulo disse que nunca tinha ouvido falar dessa festa, eu foi muito tempo evangélico, “a minha namorada que falou para mim, ela faz mais de dez anos que vem e é bem legal.”

Folia de Reis201__Maria Jose da Silva participa desde criança “quando meus pais me levavam; deixei de participar por um tempo e agora estou retornando. É uma coisa muito sagrada, para quem acredita o amor é muito bom para a família e é milagroso. Eu mesma já recebi um monte de milagres, todo ano eu dou um tipo de abatimento, o que você da não te faz falta, sempre vem de volta. E a mulher sempre participa, aqui tem poucas mulheres, mas em Baependi e Caxambu tem. Nunca fiz a festa na minha casa, o meu cunhado fez na casa de meu pai.  Em 2013 foi na casa da minha comadre, eu não fui. Santo Rei é muito milagroso, todo o que você pede é atendido.”

Folia deReis2014

As motivações para participar são muitas e variadas, mas fica claro que  celebrar  o nascimento do Menino, é um forte renovar de esperanças e renascimento. Novamente os festeiros se vestem com suas melhores roupas, observam e registram a festa com câmeras e celulares.Folia de Reis2014

Celebrar implica em fazer parte da realidade cultual maior, numa coexistência…

Pensar nosso lugar nesse mundo de tradições e de avanços tecnológicos, nos leva a compartilhar pela unidade na diversidade que encontra-se nos vínculos humanos… o menino feito homem, como diria Paulo Freire, não perde sua curiosidade e preserva a sua meninice nas relações hoje renovadas -com a nossa familia, com o nosso Brasil e com outras pessoas e regiões do mundo-.

Referências

FOLIA de Reis 2013: com-unidade do tradicional ao virtual. Link.
FREIRE, P. Cartas à Cristina. Prefácio de Adriano S. Nogueira e notas de Ana Maria Araújo Freire. São Paulo: Paz e Terra, 1994.
QUEIROZ, A.L.; ZOET, M. Folia de Reis. Imagens, receitas e ladainhas. São Paulo: Lettera; Illumina, 2012.

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s