Pedagogia da simulação

Pedagogia da simulaçãoOntem, quinta-feira 5 de dezembro de 2013, participei de uma banca de qualificação de doutorado cujo tema é a Pedagogia da simulação o que me levou a refletir que a simulação, na área da saúde,  é uma metodologia que hoje se atualiza com as novas tecnologias digitais.

E importante conhecer os desenvolvimentos e pesquisas nacionais realizados sobre simulação nessa área: a experiência e pesquisas do Laboratório de Habilidades e Simulação da Universidade de São Paulo ou de Ribeirão Preto, do Laboratório do Hospital Albert Einstein; do Hospital Sírio Libanês; do Anhembi Morumbi, Hospital de Transplantes do Estado de São Paulo Dr. Euryclides de Jesus Zerbini, e da Universidade Nove de Julho. São experiências feitas possíveis por profissionais comprometidos com a educação como saúde publica.

Efetivamente, a participação na banca de qualificação de doutorado me remete particularmente à nossa pesquisa sobre o perfil e a formação de  professores da área da saúde que usam a simulação como estratégia didática no Laboratório de Habilidades (LabHab)  que busca contribuir para uma proposta de formação docente.

Por isso conhecer as prioridades e a relevância da simulação nas atividades didático pedagógicas nos permite compreender como esse profissional recria e atualiza seus conhecimentos, pois ao perceber o alcance dos processos de simulação aprimorados pela tecnologia estabelece propostas de inovação educativa na área da saúde.

A pedagogia da simulação expressa uma área de pesquisa cada vez mais explorada no campo da saúde,  no  pais e no exterior.  Sua sustentação pedagógica pode ser encontrada em Paulo Freire, entre outros pensadores da educação.

É tempo de pensar e fazer em prol de uma pedagogia da simulação crítica.

Esse post foi publicado em Educação em rede uma visão emancipadora, Paulo Freire _ Pedagogia, Pedagogia da simulação, Pedagogia da virtualidade. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Pedagogia da simulação

  1. marvi2012 disse:

    Dica de leitura:
    La simulation en santé: De la théorie à la pratique – ed. Springer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s