Llegó el correo! una estampilla para las cartas de Paulo Freire

 

“… Paulo Freire amaba escribir cartas: ‘Cartas a Guinée Bissau’, ‘Quatro cartas aos animadores e às animadoras culturais’, ‘Professora sim, tia não: Cartas para quem ousa ensinar’, ‘Cartas a Cristina’, ‘Carta ao amigos Cipriano, Elói, José e Neidoson’, y ‘Pedagogia da indignação’, también son cartas. Todas cartas inacabadas ya que para él escribir era un acto político en el cual comprometía sus conocimientos, su ética y amorosidad.

Hoy,  nos preguntamos: ¿Qué haría Paulo Freire con un e-mail? ¿Con un blog? ¿Seguiria escribiendo cartas?…   En una de sus obras Paulo Freire hace referencia a su experiencia con la internet. Dice que la producción social del lenguaje y de instrumentos tecnológicos que ‘acortan’ el espacio y el tiempo, con los que los seres humanos intervienen mejor en el mundo, anuncia lo que será la tecnología.” (Gomez, 2007: 67)

Sin dudas, seguimos teniendo correspondencia entre nos-otros y la Comisión Nacional del Proyecto que  el 25 de octubre de 2013 envió una tarjeta para educadores  brasileros confirmando esa correspondencia… Gracias!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Referencias
Comisión Nacional 50 años de Angicos: http://angicos50anos.paulofreire.org/agenda-celebracoes/
Gomez, M. Educación de jóvenes y adultos en la esfera digital. Contextos8y9.indb 68, 2007.

Esse post foi publicado em Paulo Freire _ Pedagogia, Pedagogia da virtualidade. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Llegó el correo! una estampilla para las cartas de Paulo Freire

  1. Maristela disse:

    A emoção enorme de receber uma correspondência, vai além do suporte!

  2. edusolucao disse:

    Os correios fizeram uma merecida homenagem aos 50 anos de “Angicos” de Paulo Freire, que recebe esse nome devido a um projeto de Alfabetização para Adultos realizado em Angicos no Rio Grande do Norte que durou somente 40 horas. Devido ao grande sucesso do projeto de Paulo Freire ele ficou muito reconhecido e até hoje ele é referência na área de educação.

  3. edusolucao disse:

    Para mim Paulo Freire sempre foi além de seu tempo e por esse motivo usaria as novas tecnologias como e-mails e blog, porém ele não abriria mão de seu estilo epistolar, continuaria escrevendo suas cartas.

  4. luciasantos10 disse:

    Como um home de seu tempo, acredito que Paulo Freire usufruiria da internet como um meio de comunicação para seus pensamentos e como um ato político. As expressões de pensamento da internet estão cada vez mais horizontais e portanto bem a calhar com as necessidades que tinha naquela época. Todavia, tenho uma certeza que Freire lutaria com os oprimidos para que tivessem acesso a esse meio de comunicação como um caminho de libertação.

  5. mrpenteado disse:

    Olá a todos!
    Enquanto gênero textual, a carta anda um tanto esquecida. Mesmo assim, ainda é uma das modalidades mais fascinantes da comunicação humana.
    Em eras de virtualidade, a carta nos remete à leitura emocionada do Lutgardes, quando da entrega do manuscrito da Pedagogia do Oprimido, ao ministro Jacques Chonchol da escrita por seu pai nos anos de exílio no Chile.
    Emocionante perceber as emoções que este gênero ai da desperta nos homens….

    Abraços!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s