Ambientes virtuais de aprendizagem e cibercultura

Postagem de Fernanda Santos

Em nosso encontro anterior tivemos a apresentação do projeto de pesquisa de um aluno da iniciação cientifica, que descreve e tipifica os diversos AVAs utilizados na formação superior. Muito interessante, por conta de sua formação na área da computação, ele abordou a questão dos ambientes virtuais utilizados para a formação sob o ponto de vista tecnológico-organizacional.

Segundo seu relato, os ambientes virtuais de aprendizagem ( AVAs) garantem ás pessoas um ponto de encontro através de diversos dispositivos de comunicação e compartilhamento que estes oferecem. Especialmente contribuem na organização e oferta de cursos para as pessoas que moram distantes de centros de ensino e/ou não tenham o tempo convencional, consigam estudar.

Consideramos que a educação/formação móvel é uma tendência para um futuro próximo, a ideia é que a pessoa possa fazer educação onde estiver, através de seu celular, tablet, etc…o tempo e o espaço ganham novas ramificações e significações.

A plataforma moddle já trabalha nessa diretriz, por ser de funcionamento e instalação simples, a  maioria das instituições publicas a utilizam, já com a disponibilidade de acesso através do celular. O aluno, a partir da proposta do curso, vai atrás da informação, através de caminhos simples e colaborativos, constrói seu próprio conhecimento.

Assim passamos a abordar dentro dessa nova forma de educação a Cibercultura, e questionamos se ela é diferente ou é a cultura da sociedade contemporânea?

Para refletir nesse aspecto, foi significativa a contribuição de uma das professoras que considerou que em se tratando de cultura, os próprios autores a definem a partir de sua área de atuação-pesquisa e em certo contexto, então é preciso muito cuidado no uso da palavra cultura. Cultura em que campo de conhecimento? Tudo é cultura? Ainda, hoje que no campo educacional, a educação infantil preocupa-se pelas crianças já que  a infraestrutura e os materiais utilizados adquirem certa relevância cultural. Ainda pensando o aspecto físico, sem mencionar a complexidade que envolve esse convívio com as crianças maiores…

No Brasil na década de 20 e 30 o país era reflexo do que se pensava na Europa, no Estado Novo houve uma preocupação maior com a formação da cultura do país, no sentido de envolver os intelectuais da época em uma proposta que era acima de tudo política para cativar a nação nesse contexto de ditadura. E  hoje ? Qual é a proposta do governo ao para  a área da cultura? Qual é sua intencionalidade na educação?

Foi considerada a perversidade da especulação em vários setores com que faz com que o sujeito não se produza e nem produza, ele se submete a certas orientações pouco enriquecedoras. Qual é o sentimento? Qual é o estado do indivíduo, do sujeito que conhece e aprende hoje? Imerso em todos esses aspectos, a cibercultura existe dentro do coletivo, é o ciber na cultura. Definitivamente, para se pensar e refletir sobre a cibercultura precisamos estudar as conexões, as comunidades de aprendizagem e a inteligência coletiva que estamos construindo no processo educacional.

Os assuntos discutidos foram tão ricos que fica em aberto o post para os comentários…

Esse post foi publicado em Educação em rede uma visão emancipadora. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Ambientes virtuais de aprendizagem e cibercultura

  1. marvi2012 disse:

    Fernanda, muito bom o seu post que relata os nossos encontros de quinta-feira. Aproveito para fazer um convite: O Isaias, da Iniciação cientifica, apresentará no IX Colóquio de pesquisa sobre instituições escolares – história e atualidade do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova (19, 20 e 21 de junho 2013) um trabalho muito interessante sobre a analise de nove AVAs: E-proinfo, Paulo Freire, Solar, Tidia, PVANET, Chamilo, Viask, Teleduc e Moodle utilizados na UAB que estão contribuindo para a organização dos cursos de formação com os profissionais da educação no desenvolvimento da formação superior a distância. É bom lembrar que os Pioneiros introduziram as tecnologias em sala de aula com bastante critério (só conferir aqui mesmo no blog; https://pedagogiadavirtualidade.wordpress.com/2013/03/19/cinema-educativo-nas-escolas-atualidade-do-manifesto-dos-pioneiros-da-educacao/)

    ABRAÇOS A TOD@S

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s