Software para Educação Infantil: desafios e perspectivas

Juliana de Paula Guedes de Melo Santos

As novas tecnologias estão cada vez mais presentes na vida das crianças tanto em casa, quanto na escola. Trata-se de uma nova cultura na vida dos meninos e meninas que são instigados constantemente pelas possibilidades tecnológicas, principalmente as relacionadas ao computador e á Internet.

A escola como instituição responsável pela formação das crianças não pode estar inerte ao movimento tecnológico na educação.  Nesse sentido, a utilização de softwares educacionais constitui-se em um dispositivo presente no processo de ensino-aprendizagem.

É importante ressaltar, entretanto, que a existência e utilização de softwares educacionais, por si só, não possibilita a aprendizagem. Planejar as aulas e utilizar o software como um dos eixos do processo aprendizagem é decisão do professor, que deve estar atento à proposta pedagógica escolhida pela escola e feita com os alunos, professores e gestores seguindo as orientações das políticas públicas.

Na prática, o maior desafio consiste em usar e apropriar-se criticamente do software numa perspectiva emancipadora de educação e não como elemento coadjuvante à aprendizagem.

Nesse sentido e, principalmente, na Educação Infantil há que se considerar que a criança está em pleno desenvolvimento e a faixa etária para  o início do uso de software ainda é polêmico. Vai depender, em parte, da proposta pedagógica que sustente tal utilização. Por isso, depois de decidido o uso será adequado pensar a utilização do computador e da rede, observando a mediação do professor no que tange ao conteúdo, ao procedimento didático, ao tempo de duração da atividade, à finalidade e avaliação do processo.

O assunto gera muitas controvérsias: É inadequado o uso do computador por crianças pequenas de 3 a 5 anos?; Com que proposta pedagógica?; Para quê?

… É fato que cada vez mais escolas de Educação Infantil fazem uso de computadores e apresentam em seu currículo a utilização como uma espécie de “diferencial”, capaz de garantir a aprendizagem.

A integração entre as atividades de sala de informática com a proposta de aula do professor e a aprendizagem da criança são o eixo para a orientação do uso do software.

Há iniciativas de uso de softwares na Educação Infantil há anos. Recentemente, com o intuito de garantir a utilização de material pedagógico de qualidade pelos alunos da Educação Infantil, atender suas  necessidades de aprendizagem e oferecer apoio pedagógico aos  professores, o Programa de Tecnologia Educacional, da Secretaria Municipal de Educação de Mogi das Cruzes, por meio da equipe de Orientadores de Informática e docentes da referida rede de ensino, desenvolveu o SEI – Software de Educação Infantil.

Esse software foi construído com o propósito de integrar os conteúdos trabalhados em sala às atividades desenvolvidas nas aulas de informática; previamente planejadas, com objetivos e finalidades específicas, elaborados a partir do grupo e com a orientação do(s) professor(es) da turma.

O software de Educação Infantil  da Secretaria Municipal de Educação de Mogi das Cruzes, ganhador de prêmio internacional,  pode ser acessado no seguinte link

http://www.mogidascruzes.sp.gov.br/comunicacao/noticia.php?id=4833

http://www.orientadores.pmmc.com.br/cae/sei/

Deixe seus comentários:

Esse post foi publicado em Software _ educação infantil. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Software para Educação Infantil: desafios e perspectivas

  1. jenyree disse:

    Bom dia Juliana! En mi opinión yo no cuestionaría si es bueno o no hacer uso de la tecnología en niños muy pequeños, porque ellos ya nacen actualmente en un ambiente lleno de tecnología, lo que si puedo hacer énfasis como siempre es al uso crítico de cualquier herramienta que utilicemos en el aula. Felicito al grupo que ganó el premio y resalto para hacer insistencia en el tema que propones que el éxito de esta iniciativa se debió según el artículo que haces el hipervinculo es el aspecto de la contextualización y territorialización que le hacen al contenido reinvindicando la importancia de cómo aprendemos y comprendemos la realidad desde nuestro entorno hacia lo macro. Seguimos reflexionando!! Jenyree Alvarez. Caracas/Venezuela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s