Paulo Freire: a criatividade e o gosto da aventura do espírito.

paulo freire“A pedagogia que me toca é a pedagogia que escuta, provoca e vive a difícil experiência da liberdade, reconhecendo que há uma distorção, o autoritarismo. Minha opção é por uma pedagogia livre para a liberdade, brigando contra a concepção autoritária de Estado, de sociedade… Há um sinal dos tempos, entre outros, que me assusta: a insistência com que, em nome da democracia, da liberdade e da eficácia, se vem asfixiando a própria liberdade e, por extensão a criatividade e o gosto da aventura do espírito. ”

Paulo Freire – 19 de setembro de 1921- 2 de maio de 1997.

Publicado em Pedagogia da virtualidade | Deixe um comentário

Nice, México, Paris, Síria, Brasil…o planeta Terra continua de luto.

Esta galeria contém 1 foto.

Mariana, Brumadinho… Fonte: site Mulheres que Correm com os Lobos.

Galeria | Deixe um comentário

Bem-vindo(a)!

O propósito deste Blog é vivenciar, experienciar a rede como caminho para a aprendizagem, é gerar um espaço de sensibilização, opiniões, discussão e compartilhamento de textos vinculados aos desafios do educar na contemporaneidade. Considerando as alterações no próprio grupo e … Continuar lendo

Galeria | Deixe um comentário

O “não parecer” de Rubem Alves

Em tempos de negações é bom lembrar do “não parecer” de Rubem Alves sobre Paulo Freire ou “el no dictamen” (en castellano)

 

O “não parecer” sobre Paulo Freire de Rubem Alves.

PROC. Nº 3986/81 INTERESSADO: PAULO RÉGLUS NEVES FREIRE ASSUNTO : Admissão – FE

P A R E C E R

O objetivo de um parecer, como a própria palavra o sugere, é dizer a alguém que supostamente nada viu e que, por isto mesmo, nada sabe, aquilo que parece ser, aos olhos do que fala ou escreve. Quem dá um parecer empresta os seus olhos, o seu discernimento a um outro que não viu e nem pôde meditar sobre a questão em pauta. Isto é necessário porque os problemas são muitos e os nossos olhos são apenas dois …

Há entretanto, certas questões sobre as quais emitir um parecer é quase uma ofensa. Emitir um parecer sobre Nietzsche, ou sobre Beethoven, ou sobre Cecília Meireles? Para isto seria necessário que o signatário do documento fosse maior que eles, e o seu nome mais conhecido e mais digno de confiança que aqueles sobre quem escreve…

Um parecer sobre Paulo Réglus Neves Freire.

O seu nome é conhecido em universidades através do mundo todo. Não o será aqui, na UNICAMP? E será por isto que deverei acrescentar a minha assinatura (nome conhecido, doméstico), como avalista?

Seus livros, não sei em quantas línguas estarão publicados. Imagino (e bem pode ser que eu esteja errado) que nenhum outro dos nossos docentes terá publicado tanto, em tantas línguas. As teses que já se escreveram sobre o seu pensamento formam bibliografias de muitas páginas. E os artigos escritos sobre o seu pensamento e a sua prática educativa, se publicados, seriam livros.

O seu nome, por si só, sem pareceres domésticos que o avalisem, transita pelas universidades da América do Norte e da Europa. E quem quer que quisesse acrescentar a este nome a sua própria “carta de apresentação” só faria papel ridículo.

Não. Não posso pressupor que este nome não seja conhecido na UNICAMP. Isto seria ofender aqueles que compõem seus órgãos decisórios.

Por isto o meu parecer é uma recusa em dar um parecer.

E nesta recusa vai, de forma implícita e explícita, o espanto de que eu devesse acrescentar o meu nome ao do Paulo Freire. Como se, sem o meu, ele não se sustentasse.

Mas ele se sustenta sozinho.

Paulo Freire atingiu o ponto máximo que um educador pode atingir.

A questão não é se desejamos tê-lo conosco.

A questão é se ele deseja trabalhar ao nosso lado.

É bom dizer aos amigos:

“- Paulo Freire é meu colega. Temos salas no mesmo corredor da Faculdade de Educação da UNICAMP…”

Era o que me cumpria dizer.

Campinas, 25 de maio de 1985.

RUBEM AZEVEDO ALVES
Professor Titular

Nota | Publicado em por | Deixe um comentário

La era de «todes» y «fake news»

Estimados lectores,

Comparto un link con ustedes porque me gustó la reflexión sobre el lenguaje inclusivo  y la proliferación de nuevas expresiones idiomáticas. La invención y la creación de neologismos es una práctica que en todas las lenguas se presenta.

: Fundéu Argentina, el faro del buen español en la era de «todes» y «fake news»

Dejen sus comentários!

Abrazos,
Margarita

Nota | Publicado em por | Deixe um comentário

Pedagogia Waldorf : corpo, tecnologia e educação

é uma questão ainda em debate.

Waira Albrich e Margarita Victoria GomezMargarita Victoria Gomez – MVG.
Waira Alberich é formada em Pedagogia Waldorf, com especialização na educação infantil, atualmente estuda Euritmia em Dorf na Suíça. A Pedagogia Waldorf foi criada pelo austríaco Rudolf Steiner bem como a filosofia antroposófica, espiritual, e a euritmia. Steiner considera que o «o pensamento é um órgão de percepção igual ao o olho e o ouvido. Do mesmo modo que o olho percebe as cores e o ouvido os sons, assim o pensamento percebe as idéias». Em recente visita ao Brasil, concedeu uma entrevista para o blog Pedagogia da Virtualidade.

MVG: Como é pensada a utilização do computador e das tecnologias nas escolas?

Waira: Na educação infantil, a Pedagogia Waldorf não incentiva de forma alguma o uso do computador, porque acredita que a criança se desenvolve e ganha todas as suas habilidades a partir do movimento do corpo, desde a motricidade grossa até a motricidade fina…

Ver o post original 1.498 mais palavras

Publicado em Pedagogia da virtualidade | Deixe um comentário

Criar filhos sem telas

filho é uma questão ainda em debate, para repensar.
https://brasil.elpais.com/brasil/2019/03/20/actualidad/1553105010_527764.html

 

Nota | Publicado em por | Deixe um comentário

Pós-graduação stricto sensu a distância

cp_bandaancha_675A CAPES publicou nesta quinta-feira, 20 [dez, 2018], uma portaria que regulamenta os programas de pós-graduação stricto sensu na modalidade a distância. Todos os cursos deverão seguir as normas que são aplicadas aos demais programas de pós-graduação em nível de mestrado e doutorado…Leia mais

Ainda, estão os Mestrados Profissionais para Professores da Educação Básica – PROEB…Leia mais

Nota | Publicado em por | Deixe um comentário

Estamos en el mundo para entreayudarnos

[Los hombres y las mujeres]

Simón Rodriguez em Pedagogia da virtualidade

Simón Rodríguez, 1842, educador, maestro de Simón Bolívar, filósofo y político venezolano.
Nota | Publicado em por | Deixe um comentário

A América renegada

via A América renegada

Citação | Publicado em por | Deixe um comentário